A História e Biografia de Faraó Menes

Não é nenhum exagero afirmar que ele foi o primeiro homem a começar a escrever a história da humanidade. Para que isso acontecesse, no entanto, era necessário que houvesse um palco muito especial. E o cenário em que Menes (c. 3100 a.C.) viveu foi a região fértil do Baixo Nilo, onde hoje se localiza o Egito.

Bem anteriormente à época de Menes, que viveu 31 séculos antes de Cristo, os homens costumavam se reunir em pequenos bandos. Depois, estes bandos passaram a se juntar, formando tribos. Mais tarde, começaram a se organizar em cidades-estados, unidades que se autogovernavam. Mas, quando uma cidade-estado se tornava mais poderosa, lentamente ela se expandia e acabava incorporando os vilarejos ao seu redor. Em 3300 a.C., as cidades espalhadas ao longo do Rio Nilo tinham se constituído em dois reinos: o do Alto Egito (ou Coroa Branca) e do Baixo Egito (Coroa Vermelha). Em 3100 a.C., Menes, que possuía a coroa vermelha do Baixo Egito, unificou os dois reinos, criando o primeiro império do mundo.

Menes: o faraó responsável pela unificação do Egito Antigo. A ele é atribuída a criação do primeiro grande império do mundo.

Até então isso não era comum. Já que, por milhares de anos, as sociedades organizadas haviam se expandido por meio da união de entidades menores. Quando Menes criou um Egito unido, seu novo império era diferente de tudo que havia existido antes. Rapidamente, o Egito se tornara mais do que a mera soma de suas partes, mais do que uma coroa branca e outra vermelha na cabeça de um mesmo homem. Essas duas partes se converteram numa unidade cosmopolita, o primeiro império do mundo de fato, uma entidade política que permitiria – pela primeira vez na história – o desenvolvimento de um sistema sócio-econômico de bases firmes e amplas.

lsso provavelmente poderia acontecer em qualquer outro lugar do planeta, mas ocorreu pela primeira vez no Egito. Resultado: o Egito liderou o mundo por vários séculos seguintes. Nunca saberemos se o faraó Menes previu o que aconteceria, mas o fato de seu império persistir por tanto tempo só confirma sua genialidade como líder político. Menes governou o Egito a partir de uma antiga cidade chamada Thinis, no sul do Egito. Depois, ele fundou uma nova capital, a cidade de Mênfis, que ficava perto da fronteira que separava os antigos reinos. Acredita-se também que foi sob seu reinado que o primeiro alfabeto hieroglífico tenha sido adotado.

Sob o comando de Menes e de seus sucessores, que ficaram no poder por cerca de 2.500 anos, o Egito alcançou um desenvolvimento cultural superior a qualquer outra civilização anterior. As cidades não precisavam mais ser auto-suficientes e haviam se tornado interdependentes. No centro dessa sociedade, havia os faraós, que alcançaram muita riqueza e poder, tanto político como religioso. Isso por que o faraó era considerado mais do que um rei: ele era adorado como um deus. Nessa época, foram erguidas cidades suntuosas e empreendidos projetos sofisticados de engenharia.

Com o tempo, o fabuloso império dos faraós acabou dominado e sucumbiu. Mas o que os egípcios deixaram como herança, que se estende da ciência à arquitetura, ainda é lembrado e respeitado como um dos maiores marcos da civilização humana.


Lembre-se, este site também é seu! Divulgando esta história, você trará mais visitas ao site e nos dará força para manter o mesmo sempre atualizado.

About Diamond