A História e Biografia de Santo Agostinho de Hippo

O grande teólogo da Idade Média e primeiro grande historiador filósofo Agostinho nasceu em Tagaste, na Numídia (atual Algéria), em 354 d.C. O pai, Patricus, era pagão e a mãe, Mônica, cristã.

Agostinho freqüentou a escola em Madaurus, centro de fé pagã, e depois foi para Cartago (na atual Tunísia) em 370. Lá teve uma amante que lhe deu um filho, Adeodato, em 373. Nesta época, Agostinho passou a seguir a doutrina do maniqueísmo. Tentou converter outros, mas estava dedicado, principalmente, a fundar uma escola de retórica em Cartago.

Depois de obter sucesso em Cartago, Agostinho viajou para Roma e, em seguida, para Milão, onde fundou duas outras escolas. Logo ficou insatisfeito com o maniqueísmo e passou a ser influenciado por Ambrósio, o bispo cristão de Milão. Agostinho se converteu ao cristianismo e foi batizado no domingo de páscoa de 387.

Voltou então, a Tagaste, vendeu as posses do falecido pai e deu o dinheiro aos pobres. Ficou apenas com uma casa. Converteu-a em mosteiro, que se tornou o berço da Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho. O filho de Agostinho, Adeodato, foi o primeiro a se filiar à ordem, mas morreu em 389.

As notícias da devoção de Agostinho se espalharam e, em 391, ele foi ordenado padre em Hippo (atual Annaba, na Algéria). Subiu ao posto de bispo auxiliar em 395 e de bispo no ano seguinte.

Hippo, Numídia e, de fato, todo o Império Romano, se chocaram quando bárbaros góticos saquearam Roma em 410 d.C. Agostinho escreveu Cidade de Deus em resposta ao acontecimento. Nessa grande obra da teologia e filosofia do início da Idade Média, Agostinho argumentou que sempre existiram duas cidades principais: a Cidade Terrena (representada por Roma) e a Cidade de Deus (representada pela Igreja). Embora as obras de arte terrenas de Roma pudessem cair, a obra de salvação iniciada por Jesus Cristo e levada adiante por todos os fiéis da igreja cristã havia erguido uma Cidade de Deus tão forte que nada poderia triunfar contra ela. A tese de Agostinho se tornou o fundamento da crença de milhões de cristãos europeus durante o longo período da Idade Média (450 d.C. – 1450 d.C.).

Agostinho já havia registrado seu próprio caminho até a conversão em Confissões (397-401). Junto a Cidade de Deus, a obra assegurou seu lugar como o primeiro dos ”doutores” eruditos da igreja medieval.

Agostinho morreu de causas naturais em 28 de agosto de 430, enquanto a cidade de Hippo era atacada pelos bárbaros vândalos que dominaram e destruíram a cidade inteira – exceto a catedral e a biblioteca de Agostinho.


Lembre-se, este site também é seu! Divulgando esta história, você trará mais visitas ao site e nos dará força para manter o mesmo sempre atualizado.

About Diamond