A História e Biografia de Robert Boyle

De descendência inglesa, Robert Boyle (1627-1691) nasceu no castelo de Lismore, na Irlanda. Era o sétimo filho do Conde de Cork, um dos homens mais ricos do mundo. Para garantir que seus filhos não ficariam mimados, o Conde os levou para serem criados por famílias pobres. Dos seis meses aos quatro anos de idade, Robert Boyle morou na casa de uma família de camponeses irlandeses. Ele foi educado por professores particulares até a idade de oito anos, e depois estudou na Inglaterra, em Eton, por três anos.

Quando tinha aproximadamente 20 anos de idade, Boyle se mudou para Londres e se associou a um grupo de cientistas experimentais. Ele acreditava firmemente que o futuro da ciência estava no método experimental. Seu lema, ”nada pela mera autoridade”, rejeitava a idéia de que os livros antigos tinham todas as respostas.

O grupo conduzia palestras informais nas casas dos participantes, e Boyle o chamou de “o colegiado invisível”.

Em 1654, Boyle se mudou para Oxford para ficar mais perto dos defensores da ciência experimental. Com a ajuda do brilhante Robert Hooke, ele construiu uma bomba de ar aperfeiçoada. Juntos, eles provaram que o som não viaja no vácuo e confirmaram o argumento de Galileu de que, sem a resistência do ar, uma pena e um punhado de chumbo caíam na mesma velocidade. Boyle admitiu que tinha sido incapaz de continuar seus estudos sobre a respiração no vácuo porque não conseguia impingir sofrimento aos animais. Ele publicou suas descobertas em Touching the Spring of the Air (Tocando a Mola do Ar, 1660). O livro continha a lei de Boyle, que diz que o volume de um gás varia na proporção inversa à sua pressão.

Robert Boyle, Sociedade Real.

As maiores conquistas de Boyle foram na química. Ele definiu como substância aquele elemento que não pode ser quimicamente reduzido a outras substâncias simples e que não pode ser produzido por meio da combinação de duas ou mais substâncias simples. Seu livro, The Sceptical Chemist (O Químico Cético, de 1661), marcou o início da química moderna.

Boyle incentivou seus colegas cientistas a relatarem seus experimentos rapidamente para que outros pudessem conhecer suas descobertas. Em 1663, foi líder da campanha para oficializar a Sociedade Real como corpo científico formal, nos moldes do “colegiado invisível”. Em 1668, voltou a Londres e montou um laboratório de química em sua casa. Boyle descobriu o elemento inflamável fósforo e criou o primeiro palito de fósforo.

Além destas investigações científicas, Robert Boyle aprendeu hebraico, grego e aramaico para poder estudar as Escrituras. Recebeu propostas para ocupar diversas posições, como a de reitor de Eton e de presidente da Sociedade Real, além de um cargo na lgreja Anglicana, mas ele as recusou. Boyle nunca se casou. Ao morrer, em Londres, deixou em testamento seus equipamentos científicos para a Sociedade Real e fundos para a realização de palestras por um ano, com o objetivo de “comprovar a religião cristã contra o ataque de descrentes”.


Lembre-se, este site também é seu! Divulgando esta história, você trará mais visitas ao site e nos dará força para manter o mesmo sempre atualizado.

About Diamond