A História e Biografia de Nicolau Copérnico

Nicolau Copérnico (1473-1543), conhecido por afirmar que a Terra girava em torno do Sol – e não ao contrário, como se acreditava -, nasceu em Torun, na Polônia, filho de um mercador. Quando jovem, estudou matemática na Universidade de Cracóvia, continuando depois a estudar astronomia, direito, classicismo e medicina em diversas universidades da Itália. Após se formar em direito canônico, Copérnico voltou à Polônia, em 1506, para trabalhar como médico particular do tio, um bisco católico. Em seu tempo livre, aplicava a matemática à astronomia para calcular posições planetárias  e prever datas de eventos celestiais, como eclipses.

Em sua época, os cálculos planetários eram dificultados pelos movimentos retrógrados – aparentes rotações para trás – dos planetas externos. Marte, Júpiter e Saturno davam a impressão de parar em suas órbitas e dar uma volta para trás antes de continuar para frente novamente. Ptolomeu, astrônomo grego da Antigüidade, conseguiu explicar esses movimentos para trás usando uma combinação de pequenos círculos que se moviam em torno de círculos maiores. Seu sistema complexo usava um total de 70 círculos.

Copérnico concordava com a idéia de que o movimento planetário é circular, mas acreditava que o Sol, e não a Terra, ocupava o centro do sistema. Colocar o Sol no centro dos planetas facilitava os cálculos e reduzia o número de círculos necessários. Copérnico mostrou que o movimento retrógrado ocorria quando a Terra ultrapassava Marte, ou um dos outros planetas externos, fazendo-o ficar para trás. Ele formulou um sistema matematicamente detalhado e, depois, resumiu suas idéias em um documento curto, escrito à mão, e o mandou para seus amigos e colegas cientistas, em 1530.

Nicolau Copérnico, pintura da escola de Hans Holbein. Musée de I’Observatoire de Paris.

Conforme o tempo ia passando, Copérnico fazia acréscimo ao manuscrito. A confiança que depositava em sua visão do sistema planetário foi reforçada por novas evidências. Durante um período de cerca de dois anos, por exemplo, Marte foi se apagando, deixando de ser um objeto vermelho brilhante e se tornando muito mais opaco. O sistema planetário com a Terra no centro não oferecia explicação para esta observação. No entanto, Copérnico observou que, se Marte e Terra se movessem em torno do Sol em velocidades diferentes, eles às vezes estariam perto um do outro e isso faria Marte parecer mais brilhante. Outras vezes, os dois planetas estariam muito afastados, e Marte pareceria mais apagado.

Copérnico juntou as provas que tinha a favor do sistema planetário heliocêntrico. Na época, o governo e os religiosos não incentivavam pensamentos originais por medo de que novas idéias pudessem causar instabilidade. Copérnico hesitou por 13 anos antes de tomar o perigoso passo de enviar sua obra De Revolutionibus Orbium Coelestium (A Revolução dos Corpos Celestes) para o prelo. A primeira cópia do livro ficou pronta em 24 de maio de 1543, quando Copérnico estava acamado e muito doente. Um amigo colocou o livro em suas mãos e ele morreu naquele mesmo dia. O livro de Copérnico, ao lado de De Humani Corpus Fabrica (A Matéria do Corpo Humano), de Andreas Versalius, também publicado em 1543, marcam o início da ciência moderna.


Lembre-se, este site também é seu! Divulgando esta história, você trará mais visitas ao site e nos dará força para manter o mesmo sempre atualizado.

About Diamond