A História e Biografia de Christiaan Huygens

Christiaan Huygens (1629-1695) nasceu em Haia, na Holanda, em uma família que dava grande valor ao aprendizado e ao estudo científico. Ele recebeu uma boa educação, que incluiu aulas em casa, com o pai, professores particulares e a Universidade de Leiden. Huygens começou a se interessar por telescópios quando ajudou seu irmão a construir um. Os telescópios de sua época geravam imagens ruins porque as lentes atuavam como prisma e formavam uma imagem diferente para cada cor. A solução de Huygens foi empregar uma lente de comprimento focal longo. Ele construiu um telescópio com uma lente principal de cinco centímetros de diâmetro, mas com distância focal de sete metros. Era necessário muita habilidade e paciência para confeccionar e usar um telescópio tão grande e sem jeito.

Em 1656, Huygens descobriu a nebulosa de Órion e detectou estrelas incrustadas nela. Seu telescópio também revelou marcas na superfície de Marte. Huygens foi o primeiro a desenhar o formato em V característico da Syrtis Major e descobriu um grande satélite de Saturno, que chamou de Titã. No telescópio de Galileu, Saturno parecia ter duas alças. Hygens observou que as alças eram, de fato, um anel que circundava o planeta.

Christiaan Huygens. Library of Congress, USA.

Para cronometrar os eventos astronômicos, Huygens construiu um relógio capaz de marcar o tempo em minutos. Ele usou o movimento regular de vaivém do pêndulo para controlar os mecanismos e uma série de pesos que caíam vagarosamente, presos a uma corrente, para manter o pêndulo em movimento. Huygens apresentou o primeiro modelo em funcionamento ao governo da Holanda e o descreveu em um impresso em 1658. O relógio de pêndulo ficou conhecio como o avô dos relógios.

Em 1663, Huygens visitou Londres, onde foi eleito membro da Sociedade Real. Três anos depois, o rei Luís XIV o convidou para ir para a França e pediu que ele instituísse uma organização francesa nos moldes da Sociedade Real inglesa. Em 1668, a Academia Real de Ciência da França começou a se encontrar, sendo Huygens o primeiro presidente. Sua obra mais importante, Horologium Oscillatorium (Relógio de Pêndulo, de 1673), foi publicada naquela época. No livro, ele descreveu a física do movimento circular, que ajudou Isaac Newton a calcular a força da gravidade que atua entre a Terra e a Lua.

Em 1681, a intolerância contra os protestantes em Paris fez com que Huygens voltasse para a Holanda. Ele aperfeiçoou sua teoria ondulatória da luz, a principal rival da teoria corpuscular da luz de Newton. Huygens havia descoberto a polarização da luz e interpretou a polarização, a reflexão e a refração usando sua teoria ondulatória. Um livro sobre a luz que ele havia iniciado anos antes, Traité de la Lumière (Tratado sobre a Luz), foi publicado em 1678. Nele encontra-se o Princípio de Huygens: cada ponto de uma onda age como uma nova fonte de ondas.

Esta entrada foi publicada em Biografias, Cientistas. ligação permanente.

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas tags HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>